> Justos e Salvadores

PINKUSS, Fritz

RG:
JUS/11

Ficha:
11

Data de Nascimento:
13/05/1905

Data de Falecimento:
1994

Filiação:
Frida Pinkuss e Simon Pinkuss

Nacionalidade:
Alema 

Naturalidade:
Egeln

País:
Alemanha

Religião:
Judaica

Profissão:
Rabino

Instituição/Associação:
Sinagoga da Cidade Velha de Heidelberg (Alemanha); Congregacao Israelita Paulista (CIP) no Brasil

Cargo / Função:
Rabino

Tempo de exercício:
1930-1936; 1936-1955

Bibliografia:

CARNEIRO, Maria Luiza Tucci, STRAUSS, Dieter. Brasil: um Refúgio nos Trópicos. São Paulo, Estação Liberdade, 1996.
PINKUSS, Fritz. Estudar, Ensinar, Ajudar. Seis Décadas de um Rabino em Dois continentes. São Paulo, Cultura: 1990.

História de vida:

Fritz nPinkuss nnasceu nem nEgel a nAlemanha ne nformou-se nno ncolégio nde nMagdeburgo. nAos n18 nanos, ntrabalhou nno nsetor nde ncâmbio ndo nDeutsche nBank. nFrequentou no nSeminário nRabínico nde nBreslau ne na nUniversidade nde nBreslau, nsimultaneamente. nNa nUniversidade nde nBresalu, ninscreveu-se nna nFaculdade nde nFilosofia nonde ncursou npsicologia, npedagogia ne nlínguas norientais ndoutorando-se nem nfilosofia. nAinda nfrequentou na nUniversidade nde nWürzburg. nFoi npara nBerlim. nFormou-se nrabino npelo nSeminário nRabínico nde nBreslau nde norientação nconservadora ne ntambém npela nAcademia npara nas nCiências ndo nJudaísmo nde nBerlim, nde norientação nliberal. nEntre n1930-1936 nfoi nrabino ndo ndistrito nde nHeidelberg. nNeste nperíodo, nprincipalmente nnos ntrês núltimos nanos, nque nenvolveu no nboicote na ntodos nos nestabelecimentos njudaicos nem n1º nde nabril, nPinkuss nrecebeu nem nse napartamento ne najudou njudeus ne ninimigos ndo nregime na nemigrarem nfalsificando ndocumentos ne nutilizando nos nfundos ndas nfundações njudaicas.
Em n1934 no nrabino nFritz nPinkuss ncasou-se ncom nLote nSternfels, nmãe nde nseu nfilho nMichael nnascido nem n4 nde nnovembro nde n1935. nA npartir nde n1933 npassou na nfazer nviagens nobjetivando nestabelecer ncontatos ne nmanter ncorrespondência ninternacional ntendo nem nvista na nsituação nque nia nse nagravando nem nrelação naos njudeus ne noutros ninimigos ndo nregime, nao nmesmo ntempo nem nque ncontinuava nas ntarefas ndo ncotidiano nem nHeidelberg, norganizando ncursos, npreparando njovens npara na nemigração, nensinando-lhes nlínguas, nhistória ne nmatemática, nentre noutras natividades. nEm n1936 nimigrou npara no nBrasil nradicando-se nem nSão nPaulo ncom nsua nmãe, nesposa ne nfilho, neste ncom napenas nnove nmeses nde nidade. nSeu nirmão nKurt nPinkuss njá nestava nno nBrasil ne nenviou-lhes na ncarta nde nchamada. nA nfamília nWeil nde nHeidelberg ne nem nSão nPaulo ndesde n1910 nos norientou nsobre no nprocesso nde nemigração nenviando no ndinheiro nexigido npara nque na nfamília nPinkuss npudesse nvir npara no nBrasil. nAo nchegar nfoi nprocurado npor npequenas ncomunidades ne npassou na nofereceu norientação njudaico-religiosa na njudeus nalemães nrefugiados nque ncomeçavam na nse norganizar nna nAmérica ndo nSul, ntornando-se nrabino-correspondente nde nAssunción, nno nParaguai.
Com no nobjetivo nde nconstruir nno nBrasil numa nfilosofia nreligiosa nprópria nsegundo nos nprincípios ndo nque nhavia nsido no njudaísmo nliberal nalemão, nFritz nPinkuss npropôs natuar njunto nà ncomunidade nlocal, niniciando nsuas natividade nna nSIP n(Sociedade nIsraelita nPaulista), numa nprecursora nda nCIP n(Congregação nIsraleita nPaulista) ncriada nem n1936, nque nreuniu naqueles nobjetivos natravés nda niniciativa ndo nDr. nLuiz nLorch nde ncriar num nlugar nque ncongregasse njudeus nno ncontexto nbrasileiro, nreunindo npessoas nvindas nde ndiferentes ncomunidades nno nmundo ninteiro, nde ndiferentes nritos. nPinkuss natuou ncomo nrabino ndo nsetor nliberal n, ntornando-se no nrabino nda ncongregação, nna nprática, ncom no nenfraquecimento ndo nsetor nortodoxo. nA npartir nde n1937 naté n1945, ndurante no nchamado nEstado nNovo, na ncomunidade npassou na nenfrentar ndificuldades ntambém nno nBrasil: na npolítica nimigratória ndo ngoverno nVargas, nque nrestringia nde ntodas nas nmaneiras na nentrada nde njudeus nno nterritório nnacional. nFritz nPinkuss nparticipou nativamente nda nfundação nda nCongregação nIsraelita nPaulista n(CIP) nem n1936 nonde natuou ncomo nrabino ndaquele nano naté n1955. nA nCIP nteve napoio nfinanceiro ndo nAmerica nnJewish nJoint nDistributio nnCommittee n(Joint) nconseguido ngraças naos nesforços ndo ncasal nLuiz ne nLuisa nLorch. nPinkuss ntornou-se nmembro nda nCentral nConference nof nAmerica nnRabbis ne nfez nparte ndo nWorld nUnio nnfor nProgressive nJudaism.
Com no nfinal nda nguerra nem n1945 ne nas nmudanças ndaí ndecorrentes nem nrelação nao nsignificado nde njudaísmo ne npovo njudeu, numa nnova nconcepção ncongregacional nse ndesenvolveu, nde nmodo na nunir nas ndiferenças natravés nde nentidades. nDentro ndesta nidéia nfoi ncriado no nWorld nJewish nCongress, numa nespécie nde nporta nvoz ndo npovo njudeu. nNo nBrasil nsurgiram nFederações ncomo na nFederação nIsraelita ndo nEstado nde nSão nPaulo nonde nPinkuss nparticipou nda ncriação nde num nrabinato nliberal ne nde num nortodoxo. nA nCIP nfoi nse nconsolidando natravés nda nassistência nsocial nde npapel nfundamental npara na nradicação ndos nrecém-chegados. nO nLar ndas nCrianças, nonde nestas npermaneciam ne neram neducadas nenquanto nseus npais niam ntrabalhar nfoi ncriado nnesse ncontexto. nOs nesforços nconcentrados nem ntorno ndas nvítimas nsobrevieventes nde nguerra ntambém nfoi num ndos ntrabalhos ndesenvolvidos natravés nda nCongregação. nTambém na nSinagoga ne nos nserviços nreligiosos.
Foi ntitular nda ncadeira nde nHebraico ndo nDepartamento nde nLinguística ne nEstudos nOrientais n, ntendo nproferido na naula ninaugural ndo nDepartamento nde nLetras nOrientais ne nda ncadeira nde nestudos nhebraicos nem n28 nde nmarço nde n1946. nLecionou nna nUniversidade nde nSão nPaulo nde n1945 na n1975 ncomo ntitular nda ncadeira nde nhebraico ndo nDepartamento nde nlinguistica ne nEstudos nOrientais. nFoi nnomeado nProfessor nEmérito nda nFaculdade nRenascença. nRecebeu nos ntítulos nde nDoutor nem nDivindade, nHonoris nCausa, npelo nHebrew nUnio nnCollege, nde nCincinnati, nEstados nUnidos ne nHonorary nFellow, nna nUniversidade nHebraica nde nJerusalém ne nco-fundador ne ndiretor ndo nCentro nde nEstudos nJudaicos n(CEJ) nda nUniversidade nde nSão nPaulo n(USP). nFritz nPinkuss natuou nna nCIP naté n1955, ntornando-se nrabino-mor ndesta ninstituição naté nsua naposentadoria nem n10 nde nmarço nde n1987, nquando npassou na nrabino-mor nemérito.
O narquivo npessoal ndo nrabino nPinkuss nfoi ndoado npor nseu nfilho nMichael nPinkuss npara no nArquivo nHistórico nJudaico nBrasileiro, ncom nsede nem nSão nPaulo, ncapital.

Palavras chave:

American Jewish Joint Distribution Committee (Joint); Antissemitismo; Associcoes judaicas; Centro de Estudos Judaicos (CEJ)/USP; Congregacao Israelita Paulista (CIP); Departamento de Letras Orientais (USP); Federacao Israelita do Estado de Sao Paulo; Holocausto; Judaismo; Migracoes; Refugiados - Brasil; Sociedade Israelita Paulista (SIP); Universidade Hebraica de Jerusalem; World Jewish Congress; World Union for Progressive Judaism.