> Justos e Salvadores

MAIER, Mathilde

RG:
JUS/13

Ficha:
13

Data de Nascimento:
1896

Nacionalidade:
Alema 

Naturalidade:
Dinslaken

País:
Alemanha

Profissão:
Escritor(a)

Bibliografia:

CARNEIRO, Maria Luiza Tucci, STRAUSS, Dieter. Brasil: um Refúgio nos Trópicos. SãoPaulo, Estação Liberdade, 1996.
MAIER, Mathilde. Os Jardins da minha Vida. São Paulo, Massao Ohno, 1981.

História de vida:

Nascida em 1896, a pintora e escritora Mathilde Maier estudou Zoologia no Senckenberg, formando-se em 1915. Em Frankfurt estudou química e física, transferindo-se, depois, para Munique. Em 1920 casou-se com Max Hermann Maier (1891-1976) jurista e advogado. Entre 1935-1938 prestou assistência aos judeus perseguidos em Frankfurt onde o escritório de advocacia de Max Maier servia de fachada para articular vistos e documentos para aqueles que desejassem sair da Alemanha. Esteve à disposição da Central de Informações para Emigrantes e, em novembro de 1938, juntamente com Max e Margareth Maier, conseguiu escapar de Frankfurt portando visto temporário para o Brasil. Foram para a Inglaterra, e, de lá, vieram para o Brasil, desembarcando no porto de Santos em dezembro de 1938.
nFixaram-se em Rolândia, na Fazenda Jaú, onde haviam adquirido terras em sociedade com os Kaphan. Sua trajetória de vida tem como refereências simbólicas os múltiplos jardins que que edificou e reconstruiu ao longo de sua vida. Suas memórias foram publicadas em alemão e traduzidas para o português sob o título Alle Gärten meines Lebens (Verlag Josef Knecht, 1978), All the Gardens of my Life (Vantage Press, 1983) e Os Jardins da minha Vida (Massao Ohno, 1981).

Palavras chave:

Central de Informacoes para Emigrantes; Fazenda Jau; Imigracao; Judeus; Perseguicao; Porto de Santos; Rolandia; terras; Vistos.